Psicologia e influência das cores
Cadastre-se para salvar seus imóveis
Preencha seu e-mail para ter acesso aos seus imóveis favoritos
Cadastrar
E-mail cadastrado com sucesso!
Inicio Blog da Noruega

BLOG DA NORUEGA

21/01/2020 por Noruega

Psicologia e influência das cores

Psicologia e influência das cores

Psicologia e influência das cores

Você pode não ter percebido conscientemente, mas as cores exercem grande influência sobre todos os seres humanos, quer um exemplo?

Você acorda abre a janela com um lindo céu azul ensolarado, qual sensação tudo isso te proporciona? Agora vamos pensar no oposto, você abre a janela está chovendo, tempo fechado, céu cinza, a sensação provavelmente não será a mesma, correto?

Essas mudanças de sensações ocorrem por que nós seres humanos, possuímos uma certa percepção intuitiva sobre as cores, por isso é comum experimentarmos sensações parecidas, em um dia de céu nublado, por exemplo, grande maioria das pessoas pode experimentar uma certa melancolia, desânimo, ainda que isso não afete o seu dia completamente. Todas essas sensações são automáticas e muitas vezes não percebemos tão claramente o quanto as cores nos impactam durante nosso dia-dia.

Somos seres visuais, analisamos intuitivamente e inconscientemente tudo que observamos, nosso cérebro está sempre processando, verificando tudo aquilo que vemos no ambiente, estudos científicos comprovaram que seres humanos interpretam cores e formas e ao classificarem elas harmônicas, ao terem essa percepção, ocorre automaticamente uma aproximação inconsciente, pois o cérebro entende que aquilo o ajuda nas sensações de bem-estar e conforto.

Agora que sabemos que as cores proporcionam sensações e emoções, o que talvez muitos ainda não saibam é que cada cor reúne características específicas influenciando nossos desejos, percepções e sentimentos.


 

Psicologia das cores

A psicologia das cores é um estudo que mostra a maneira como nosso cérebro percebe e transforma as cores em sensações, por isso é comum diversos profissionais se utilizarem dessa psicologia, designers, publicitários, decoradores, arquitetos, pessoas ligadas ao marketing e grandes marcas utilizam da cor como elemento estudo e diferenciação, buscando combina-las com seu propósito e intenção.

É importante ressaltar que as sensações causadas pelas cores podem nos remeter a valores simbólicos, consequentes e ligados as nossas experiências pessoais e ao contexto cultural de cada indivíduo, prova disso, é a cor do luto, que costuma ser branca porém, é sabido que em alguns países ela muda, sendo completamente diferente do nosso contexto aqui do Brasil, na Índia por exemplo, a cor do luto costuma ser castanha claro ou branca , enquanto que na Tailândia é comum ser utilizado o roxo.

Antes de estudarmos o significado de cada cor para sabermos utiliza-las da melhor maneira em nossa vida, existem algumas características que devem ser vistas antes de especificarmos o que cada cor transmite, vamos a elas:


 

Recordação: Quem nunca sentiu um perfume e associou a alguma recordação ou a alguém? Pois é, saiba que assim como os cheiros, as cores também podem remeter a momentos específicos ou lembrar situações

Simbolismo: A ideia e o significado que cada cor transmite vai variar de pessoa para pessoa, de acordo com a experiência de cada um, e é provável que uma determinada cor desperte vários sentimentos e emoções distintas em fase diferentes da vida. É comum ,por exemplo na fase da infância, gostarmos muito de uma cor e depois de adultos a cor não ter mais o mesmo valor e significado.

Temperatura: As cores influenciam na sensação de quente e frio, as cores quentes por exemplo (vermelho, laranja, amarelo...) levam esse nome pois costumam transmitir a sensação de calor.

Iluminação: Cores absorvem a luz de maneiras diferentes, isso faz com que o ambiente aparente ser mais escuro ou iluminado, por exemplo no verão recomenda-se usar roupas claras por que elas tendem a refletir luz, já as cores escuras tendem a reter a luz.

Peso: Cores influenciam na sensação de peso, por exemplo uma bola pode parecer mais pesada ou leve dependo da cor.

Dimensão: cores afetam na nossa percepção de dimensão do ambiente, dependendo da cor podemos ter a impressão de que estamos em um espaço mais amplo, ou menor do que ele realmente é.

Emoção: Para a psicologia as cores afetam diretamente nas emoções humanas, influenciando estados de espírito, humor, criação de desejos e sensações.


 

O uso das cores é um procedimento que embeleza e harmoniza ambientes, refletem estilo e ajudam nas nossas sensações, considerando todos os aspectos e sua importância, separamos abaixo os significados das principais cores:


 

Psicologia da cor azul

Estudam comprovam que o azul costuma ser a cor preferida de 43% das pessoas, é praticamente uma unanimidade em preferência, é difícil encontrar alguém que não goste de azul. Encontrado em abundância na natureza essa cor é associada à harmonia e equilíbrio, é uma cor capaz de transmitir bondade, serenidade e confiabilidade, do ponto de vista psicológico ela está em oposição ao vermelho que representa paixão e sentimentos radicais.

É uma cor ligada à fé, espiritualidade e calma, associada ao intelecto e a consciência, é muito utilizada por grandes marcas que desejam transmitir essas sensações. Tons de azul são ótimos para vários ambientes como quartos, salas de estar e até banheiros, se a finalidade do ambiente é relaxar e descansar, o azul é uma boa recomendação.



Psicologia da cor verde

Presente em abundância na natureza o verde costuma ser a 3ª cor preferida pelos seres humanos em geral, sua infinidade de tons faz dele uma cor usada em todos os ambientes.

Remetendo a natureza, a cor sugere harmonia, frescor, equilíbrio, símbolo da vida, crescimento e esperança. Para psicólogos possui a capacidade de acalmar as pessoas e aliviar o stress, desperta sentimentos de perseverança, orgulho, boa sorte, generosidade e meio ambiente.

Psicologia da cor amarela

Proveniente da luz, o amarelo estimula o intelecto, a comunicação, transmite alegria, criatividade, ilumina, eleva o ânimo e o apetite. Ela eleva nossa capacidade de realização, estimula a memória e nos proporciona sensação de calor. Devido a sua intensidade essa cor deve ser bem dosada para não causar confusões ou atritos. Recomenda-se utiliza-la em cozinhas, escritórios, academias e ambientes que necessitem motivação e elevação do ânimo.


 

Psicologia da cor laranja

A cor laranja desempenha um papel subvalorizado em nossas mentes, isso por que ela é a intermediação entre o vermelho e amarelo, por conta disso percebemos menos as cores laranjas. Por ser uma cor secundária ela transmite sensações semelhantes às cores de sua origem. Alegria, animação, jovialidade, calor, entusiasmo e coragem.

Indicado para ambientes que se deseja ter comunicação, alegria e diálogo. Salas de visita, sala de jogos, áreas gourmet, cozinhas.


 

Psicologia da cor vermelha

É a cor mais quente que existe, simboliza vitalidade, ação, inquietude, paixão. Estimula ação, tomada de decisão, está ligada a atitudes, movimento, luta. Por ser intensa, ela altera os ânimos das pessoas e também retém atenção, vibrante e intensa não é à toa que ela é utilizada nos semáforos como símbolo PARE , ela é a primeira cor que percebemos ao nascer e a primeira que nosso olhar identifica no ambiente, por conta disso seu uso exige grande bom senso e responsabilidade.


 

Psicologia da cor preta

Uma das cores mais admiradas pelos jovens, a cor é associada ao luto, à elegância, mistério, sofisticação, anonimato, discrição e formalidade. O preto é uma cor neutra, poderosa, associado à força e a elegância, transmite sensação de sofisticação, mistério, por ser uma cor forte, se destaca com facilidade nos ambientes, por isso é utilizada na leitura e nas tipografias. Sua neutralidade faz com que a cor seja utilizada em conjunto com outras, o preto é ausência de cor, é uma cor que absorve energia e luz. Na decoração não existem restrições combinando com todos os ambientes.


 

Psicologia da cor branca

O branco é a segunda cor preferida pelos seres humanos, uma das cores mais comuns, ela está associada a pureza, paz, limpeza e renovação. Ela exprime clareza, exatidão, transmite tranquilidade, limpeza e organização. Ela é capaz de ressaltar a luz de outras cores quando combinada, é também uma cor que combina com todas as outras, pois é neutra. O branco acalma, transmite pensamentos de tranquilidade, leveza e frescor, ela ilumina ambientes trazendo sensação de amplitude. Ele é oposto perfeito do preto, reflete, amplia e traz clareza.


 

Não há regras sobre a utilização das cores, não existe certo ou errado, o que existem são estudos que nos norteiam sobre o impacto que cada cor tem na nossa mente, contribuindo em nossas percepções e estados psicológicos.

O uso das cores pode maximizar sentimentos e sensações no ambiente em que estamos, por tanto a escolha da cor ou dos elementos que compõem o cenário devem ser estudados e analisados.

A dica aqui é primeiro pensar no tipo do ambiente para depois pensar na cor, sabendo o ambiente que será construído, sua finalidade e as pessoas que vão compartilhar o espaço, podemos então analisar que sensações e emoções seriam interessantes despertar ou estimular nesse ambiente.

O importante é valorizar o elemento da cor e entender que as cores possuem grande poder e impacto, utilizando isso a nosso favor, fazendo decisões conscientes, o processo de escolha e utilização das cores será assertivo e eficiente para a finalidade do ambiente .

Esperamos ter contribuído e ajudado você a entender um pouco mais sobre o uso das cores.

Logo mais abordaremos em outro post os significados de outras cores como, marrom, rosa, roxo e cinza.

Até a próxima, obrigada.


 

Imprimir

Deixe um comentário

Nome:
Email:
Comentar:
Adicionar comentário

Name:
Email:
Subject:
Message:
x